Mundo de incertezas

Mundo de incertezas
Vivo num mundo que é só meu
Cheio de medos e incertezas
Por vezes sinto as pernas presas
Sinto que o medo me venceu
Vi um pássaro na rua
Tive receio de o seguir
A verdade nua e crua
Simples vontade de fugir
Com uma vida para viver
Perder tempo não é caminho
Será que me vou arrepender
De não seguir o passarinho?
Uma luz se fez então
O importante é caminhar
Ninguém te pode dar a mão
Quando recusas amar

Pedro Peixoto, Retiro do Losar, escrita livre a partir do poema Encontro, de Mark Neppo, 1 de Março 2014

Anúncios

histórias

Adormecidos_José_Alessandro_Sampaio_Foto_de_Rodrigo_DionisioHistórias, situações limite em palco, vão criando com a plateia, estados de alma por que todos já passaram. Uma viagem teatral e musical a um mundo de cores, sentimentos fortes, um universo de autenticidade com menos máscaras. Uma viagem onde se pode encontrar um homem que se transmuda na mais bonita das mulheres, um cómico capaz de fazer rir e uma mulher que transporta no ventre um ninho de incertezas.
Personalidades tatuadas por histórias, por quotidianos, conflituam e apaixonam-se.
Pedro Peixoto, Retiro do Losar, escrita criativa, técnica poema escondido, 1 de Março de 2014

por momentos

bee-eater-bird-hd

Sigo por momentos o pássaro colorido que está à minha frente, maravilhando-me com as suas cores, a sua vivacidade, a sua alegria.

Parece que me quer transmitir alguma coisa especial…

Sorrio, olho para ele a rodopiar à minha volta e penso: este é um momento de pura beleza e de puro entendimento, de pura graça.

… e volto ao meu caminho, feliz.

Paula Laranjeira, Retiro de Losar, escrita livre a partir do poema Encontro, de Mark Neppo, 1 de Março 2014

Roda vida

131214-0848
Roda vida sem parar
roda, roda, corre, corre
pé aqui, pé acolá
é p’ra lá que tu hás-de ir
ir e vir, ir e partir
partir daqui, para acolá
lá longe, onde será?
será melhor do que aqui?
quem saberá se não for lá
e a vida corre, corre
corre, corre sem parar
(Ana Margarida Ramalho)