Vivo num mundo que é só meu
Cheio de medos e incertezas
Por vezes sinto as pernas presas
Sinto que o medo me venceu
Vi um pássaro na rua
Tive receio de o seguir
A verdade nua e crua
Simples vontade de fugir
Com uma vida para viver
Perder tempo não é caminho
Será que me vou arrepender
De não seguir o passarinho?
Uma luz se fez então
O importante é caminhar
Ninguém te pode dar a mão
Quando recusas amar

Pedro Peixoto, Retiro do Losar, escrita livre a partir do poema Encontro, de Mark Neppo, 1 de Março 2014

One thought on “Mundo de incertezas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s