A chávena de chá

7777de40043994493ffb9b70f257ee02
Quente!
estupidamente quente!
As minhas mãos sentiam o quanto estava quente
Que fazer?
Provar?
Talvez aguardar mais um pouco, ter paciência
Sim, paciência é uma grande virtude
Mas….virtude para quê?
Mais vale arriscar sem nada temer
Mas está tão quente!
Estão todos a olhar….
Arrisco, não arrisco?
Afinal o que quero é não me queimar, e estou preocupada com os outros?
O que pensam ao verem-me assim
Com as mãos prestes a largar tudo!?
prestes a deixar cair tudo pelo chão
partir a chávena de chá e varrê-la para a pá!
(Ana Margarida Ramalho)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s