A que tribo pertences?

as meninas nipónicas a tentarem falar português, na verdade não sei, serão chinesas ou japonesas, recordo tudo o que sei sobre as caraterísticas de ambas, que quase se resume ao formato dos olhos, que talvez até nem seja assim, e o pensamento inpoliticamente correto de que é embaraçoso não sabermos reconhecer uma raça, pensar “são todos iguais”, embora a questão mesmo não está em não se distinguir as diferenças, está no “eles”, e o espanto de um asiático no ocidente, “têm os olhos tão abertos!”, nunca pensaria nesse ponto de vista, pensar no que será, isso de pertencer a uma tribo, de nos depararmos com “os outros”, eu já pertenci a uma tribo, as diferenças não estavam nos olhos, mas no vocabulário, engraçado como as palavras estabelecem fronteiras, uma entoação, uma expressão, e há este continente desconhecido, a escuridão para lá destas paredes, este território vasto lá fora, a rejeitar ou a descobrir

 

 

P.S. as fotos são de um homem e mulher japonês/esa, chinês/esa e coreano/a; alguém quer arriscar “etiquetá-los”?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s