vem sentar-te aqui

Vem sentar-te aqui, meu amor
Senta-te e respira comigo

Vamos seguir o olhar das gaivotas
Repousar entre dois voares

Mergulha aqui comigo, meu amor
na frescura desta passagem

Momento translúcido
quietude entrelaçada de revelações

Fica aqui comigo, meu amor
entre as árvores e o rio
e a ternura agri-doce do entardecer

Faz-me companhia, meu amor
até chegar o barco
que nos levará à outra margem.


Parque da Cidade
, 27/02

2 thoughts on “vem sentar-te aqui

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s