Eu sou a asa do corvo

Eu sou a asa do corvo que partiu e nunca voltou e afagou os deslizes do tempo como se não houvesse eternidade. Viajou até às portas dos deuses nos confins do reino dos icebergues delapidados de sede e de sono, transbordou na borda do fim do mundo, as penas reluzentes de cristais de neve e o gosto antigo de amoras silvestres nos olhos imortais. A partir daí, ninguém sabe. Ninguém sabe o que há para lá da borda do mundo e da margem das horas. Só a asa do corvo que partiu e nunca voltou.

 

Imagem: Lord of the Rings

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s