A scooter azul

Lembro aquela vez em que te encontrei na praia. Levaste-me na scooter azul ao longo da marginal. Cheiravas a sal e a bronzeador. Parámos em frente ao rio e olhámos o casario da outra margem. Um barco parado. Uma gaivota a descer serena. Tocaste-me no braço e perguntaste-me se estava com frio. Disse-te que não. A tua mão deslizou pelo meu braço. Não sei ao certo do que falavas, só conseguia observar o jeito que tinhas quando sorrias de lado, o brilho dos teus olhos castanhos. Disseste: já somos adultos, Respondi: pois já. Partimos na scooter.

(mais alguém aceita o desafio? :=)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s