A origem dos morangos

Ao primeiro homem foi-lhe dado uma companheira, e durante muito tempo viveram felizes e em harmonia. Mas ambos eram muito teimosos e assim começaram as discussões, e como nenhum deles queria dar o braço a torcer, as brigas tornaram-se cada vez mais frequentes e os silêncios mais pesados. Até que um dia a mulher partiu sozinha, em direcção a Leste, a Terra do Sol.

O homem seguiu-a, pesaroso, mas a mulher caminhava sempre em frente, orgulhosamente, sem olhar para trás. O Criador ficou com pena do homem e perguntou-lhe se queria ter a companheira de volta. Prontamente, ele respondeu que sim. Então o Criador colocou um ramo de mirtilhos maduros no caminho da mulher, mas ela mal os olhou. Mais à frente colocou um arbusto de amoras mas também aí ela passou sem as ver. Outros frutos foram colocados aqui e ali, para a tentar, e até árvores com bagas bem sumarentas, mas ela continuava o seu caminho, inflexível. Até que viu uma fiada de morangos, os primeiros alguma vez criados, e ela parou. Colheu alguns morangos e ao fazê-lo olhou para oeste. A memória do marido tornou-se tão presente que não conseguiu continuar. Sentou-se, mas quanto mais tempo passava, mais sentia a falta do companheiro. Colheu uma mão cheia de morangos e voltou para trás para lhos oferecer. Ele acolheu-a com gentileza e voltaram os dois para casa.

(história dos índios norte-americanos adaptada)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s